"E cedo, porque me embala Num vaivém de solidão..."

06
Set 11

 

No país onde não há Felicidade

Habita também o meu coração,

Cerrado na profunda escuridão

Pois aflige-o a claridade.

 

Um dia tomou a liberdade

De se oferecer à paixão

Mas foi tão grande a desilusão

Que o votou a esta triste realidade.

 

Desta moradia de sombras e medo

Fez o seu doce degredo

E vai carpindo a Dor do abandono.

 

Por vezes, ainda se entrega a Morfeu

E idealiza um beijo teu

Nos alvores do funéreo sono.

 

(Lígia, 31 de Agosto 2009)

publicado por Lígia Laginha às 12:03
tags: ,

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14
16
17

19
20
21
24

26
27
28
29
30


arquivos
2011

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

20 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO